quem-alem-de-você
Meus Desencontros

Quem além de você?

Por em 7 de janeiro de 2016

Para ler ouvindo:

Às vezes me pergunto quem além de você saberá o caminho do meu coração? Porque… É incrível o modo como quando você sorri pra mim e minha vida muda. É como se o marasmo do meu destino de ser um cara comum fosse violado, modificado, adulterado na hora exata em que ouço o som da sua risada. Você faz parecer fácil essa coisa de me ganhar sem querer.

Em momentos como esse, me considero louco, ou talvez ingênuo demais por achar que posso ser mais, que sou mais, que sou incrível com você por perto.

Meu amor por você insiste em gritar em LIBRAS quando teus olhos sorriem pra mim. Meu amor por ti me ensinou a tocar violão, a ser poeta, escritor, amante de vinhos, chocólatra assumido, aluno e professor, determinado e cauteloso, destemido e sonhador, sorridente, e também, esse bobo chorão. Quanta coisa, não?

Você é o meu livro favorito. Escrito com birras, gargalhadas, açaí na tigela, cumplicidade e confidências, cerveja nevada e reticencias, com esse teu cheirinho gostoso e sorvete de flocos, com aquele abraço apertado e beijos na testa ao te ouvir falar que tem medo. Mas medo de quê? De eu ir embora porque todo mundo vai embora um dia?

Eu não sou todo mundo, pequena.

Agora larga a droga desse celular, guarda ele no bolso, joga no mar, qualquer coisa… Só me deixa te ouvir dizer que fica.

Essa coisa de amor genuíno, de amor da vida inteira, da minha vida, tem sido você em todos os dias que eu acordo e te vejo, e nos dias que não te vejo também.

Deixa eu te mostrar o interior do meu peito, as cicatrizes e marcas, esse coração bonito que mais parece um mosaico ou uma colcha de retalhos. Deixa eu te contar dos caminhos que percorri, dos segredos ainda não revelados, e tudo que me guiou até você, sem máscara, sem casca, sem censura e sem poeira embaixo do tapete.

Fica por mim e fica pelas coisas que eu te digo, prometo, insisto e que repito. Fica pelo ‘tum tum’ no coração, pelo silêncio e pelas vezes que te deixei sem palavras. Vem contradizer comigo o horóscopo, as más línguas, a vida desapegada, a autossuficiência, o frio da madrugada e o excesso de pensamentos?

É difícil entender. Eu sei. O amor é um teorema complexo em sua simplicidade, minha cara. Mas de fato, sinto minha vida ser transformada por você todos os dias.

E quer saber? Talvez eu esteja louco e buscando autodestruição ao invés de redenção através do meu amor por ti, mas desistir de você seria, também, desistir de mim. Por que você… Você é o melhor de mim. É meu começo, meio e fim. Então, quem além de você, é melhor pra mim?

TAGS

7 de janeiro de 2016

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR
Pra-ela-dar-o-nome
Pra ela dar o nome

14 de julho de 2016

O-que-acho-que-sei-sobre-o-amor
O que acho que sei sobre o amor

16 de junho de 2016

escarlate
Escarlate

7 de junho de 2016

DEIXE UM COMENTÁRIO

Brasil

Somos um blog sobre relacionamentos, desencontros da vida e situações do acaso. Mas não espere encontrar a solução para os seus problemas em nossos textos. Não somos donos de divãs, e nem ousamos ser, mas somos todos ouvidos se você quiser compartilhar suas histórias, seus pensamentos e, quem sabe, um pouquinho da sua vida. Esperamos que você curta cada linha que a gente escrever, e se você parar para refletir um pouco sobre elas, já valeu a pena ter encontrado você por aqui. Seja bem-vindo!

CATEGORIAS
CURTA NOSSA PÁGINA
Receba por email

Cadastre o seu e-mail e receba conteúdo exclusivo do blog, dicas e acompanhe nossas atualizações.


@MEUSDESENCONTROS
ARQUIVOS