O que move o seu coração?
Meus Desencontros

O que move o seu coração?

Por em 3 de fevereiro de 2015

Para ler ouvindo:

Você já se fez essa pergunta?

Aposto que quando era criança pensava mais sobre o assunto. Crianças são especialistas em seguirem seus corações. Por que esquecemos isso depois que crescemos?

Cada vez mais vamos nos preocupando em dar um sentido racional para nossas escolhas e entramos no automático. Tudo bem, precisamos ser racionalidade neste mundo, mas deixamos de lado a sensibilidade. Um dia acontece uma perda, um imprevisto e nos perguntamos “Onde eu estive esse tempo todo?”

Lembro de uma turma maravilhosa com quem trabalhei. Nunca havia estado com gente tão legal, tão parceira, tão pra cima, com tanto potencial. Mas não foi possível ficarmos juntos para sempre… Alguns precisaram seguir rumos diferentes, inclusive eu.

Isso me entristeceu um pouco, fiquei dividida, mas esse texto não é para falar de separações! Conviver com esse pessoal me mostrou que só gente movida pelo coração pode dar tão certo assim. E quem está conectado desse jeito não se separa nunca, mas é feliz pelo desapego. Só assim para seguir o coração.

Ontem vi uma frase na internet, algo mais ou menos assim “ Eles tentaram nos enterrar, mas não sabiam que éramos sementes”. Achei lindo. E quem sabe não é a hora de pensar como criança e abrir espaço para o entendimento consigo?

Falaram que aquilo que você mais gosta de fazer não dá dinheiro? Será?

Não passou na entrevista de emprego porque disseram que você era muito para a vaga? Por que não começar a pensar realmente grande agora?

Aquela pessoa disse que queria ficar com você e nem se mexeu? As pessoas em volta se incomodam porque você gostar de rir?

Acha que seu peso é um problema? Seu estilo? Suas preferências? Tem problema nisso? Quem vê empecilhos, você ou os outros?

Meus caros, o coração só conhece um sentido, sempre em frente!

 

Imagem do post: Tumblr

TAGS
VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR
Pra-ela-dar-o-nome
Pra ela dar o nome

14 de julho de 2016

O-que-acho-que-sei-sobre-o-amor
O que acho que sei sobre o amor

16 de junho de 2016

escarlate
Escarlate

7 de junho de 2016

1 Comentário
  1. Responder

    Diego Lokow

    3 de fevereiro de 2015

    Fico muito feliz de teres compartilhado seus pensamentos, e sim a frase da semente faz pensar sobre as “barreiras” impostas por outrem ou nos mesmos…

    Por essas e outras levo sempre comigo o significado da palavra resiliência e o que aprendemos com a água… Nem todas as barreiras precisam ser derrubadas, basta contorná-las.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Brasil

Somos um blog sobre relacionamentos, desencontros da vida e situações do acaso. Mas não espere encontrar a solução para os seus problemas em nossos textos. Não somos donos de divãs, e nem ousamos ser, mas somos todos ouvidos se você quiser compartilhar suas histórias, seus pensamentos e, quem sabe, um pouquinho da sua vida. Esperamos que você curta cada linha que a gente escrever, e se você parar para refletir um pouco sobre elas, já valeu a pena ter encontrado você por aqui. Seja bem-vindo!

CATEGORIAS
CURTA NOSSA PÁGINA
Receba por email

Cadastre o seu e-mail e receba conteúdo exclusivo do blog, dicas e acompanhe nossas atualizações.


@MEUSDESENCONTROS
ARQUIVOS