O poder das escolhas
Meus Desencontros

O poder das escolhas

Por em 7 de outubro de 2014

Para ler ouvindo:

 

Eu tô lutando desesperadamente contra o tempo. A cada dia que passa lembro de algo que tenho que fazer e não fiz. Às vezes por falta de vontade, pra não dizer preguiça, e por falta de coragem. Afinal, a gente tem tanto pra fazer e tão pouco tempo que, inevitavelmente, teremos que abrir mão de uma coisa para se dedicar à outra. É isso que eu chamo de coragem, a capacidade de fazer escolhas.

Preto ou branco? Estampado ou colorido? Carne ou peixe? Arroz ou macarrão? Namoro ou amizade? Cabelo loiro ou ruivo? Ir à festa ou ficar em casa? Perfume doce ou amadeirado? Ahh também tem os frutados, florais, orientais e até outros mais exóticos.

Mas pensando bem, também tem frango no cardápio, tem tinta preta, chocolate, loiro claro, loiro escuro, loiro médio e vários tipos de mexas que dá pra fazer no cabelo. Quanto ao status de relacionamento, tem que ser só amigo, só namorado ou pode ser… assim… uma amizade colorida? E será que dá pra usar blusa floral com uma saia de bolinhas?

Se a gente tem que ter coragem pra fazer milhares de escolhas diárias, imagina para escolhas mais importantes que podem definir nosso futuro. Mudar ou não de emprego? Casar ou morar junto? Fazer cursos de especialização ou um mestrado? Largar tudo e ir embora ou aceitar aquela proposta que apesar de não atrativa agora poderá render bons frutos no futuro?

Futuro! A gente tem tanta ansiedade e gera tantas expectativas sobre ele, que às vezes o fato mais inacreditável do universo acontece e a gente pensa: “é só isso?”

Esperar demais faz com que o acaso não surpreenda, que a surpresa não encante e que o presente seja uma lembrança do amanhã. Tô tentando não ser hipócrita, porque ainda sou escrava do tempo. Mas espero um dia me livrar desse tic tac avassalador que faz a gente viver feito máquina e perder os pequenos e insubstituíveis momentos da vida.

Quanto às escolhas, elas são inevitáveis. O livre arbítrio está disponível até para as pessoas mas indecisas do mundo. E eu me incluo na lista dos afortunados. Mas eu desenvolvi uma técnica ótima para lidar com isso (mentira, ela existe há milênios), é ligar o “foda-se”. Se tem que escolher, para de “mi, mi, mi”, analise as opções e escolha. Depois esqueça! Ficar pensando no “e se…” só vai te dar dor de cabeça. Porque você até pode ter uma amizade colorida ou usar blusa estampada com saia de bolinhas, mas trilhar dois caminhos ao mesmo tempo é impossível.

 

Imagem do post: Tumblr

TAGS
VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR
Pra-ela-dar-o-nome
Pra ela dar o nome

14 de julho de 2016

O-que-acho-que-sei-sobre-o-amor
O que acho que sei sobre o amor

16 de junho de 2016

escarlate
Escarlate

7 de junho de 2016

1 Comentário
  1. Responder

    Alexandra

    7 de outubro de 2014

    Dois dias sobre os quais não temos controle: ONTEM E AMANHÃ!!
    Então o que aprendi é deixar as inseguranças de lado e escolher o que é melhor agora, vai no feeling. Tudo dá para ser re-organizado amanhã, na hora de fazer a outra escolha e a outra escolha e a próxima depois dessa.
    :)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Brasil

Somos um blog sobre relacionamentos, desencontros da vida e situações do acaso. Mas não espere encontrar a solução para os seus problemas em nossos textos. Não somos donos de divãs, e nem ousamos ser, mas somos todos ouvidos se você quiser compartilhar suas histórias, seus pensamentos e, quem sabe, um pouquinho da sua vida. Esperamos que você curta cada linha que a gente escrever, e se você parar para refletir um pouco sobre elas, já valeu a pena ter encontrado você por aqui. Seja bem-vindo!

CATEGORIAS
CURTA NOSSA PÁGINA
Receba por email

Cadastre o seu e-mail e receba conteúdo exclusivo do blog, dicas e acompanhe nossas atualizações.


@MEUSDESENCONTROS
ARQUIVOS