A-fe-o-lugar-e-a-resposta
Meus Desencontros

A fé, o lugar e a resposta

Por em 31 de março de 2016

Para ler ouvindo:

 

EU POSSO SER AQUELE seu suspiro entre uma gargalhada e outra. Aquele sorriso de uma extremidade a outra do teu rosto. E o cheiro marcante de tua pele. Posso ser a gota de suor que escorre em teu corpo, e porque não dizer, a razão do teu canto matinal.

E mais, para os dias difíceis, posso ser também o estalinho gostoso do teu pescoço.

E sabe aquela sensação deliciosa de sentir a chuva tocar seu rosto, aquela paz na alma, a brisa suave que te traz a sensação ímpar de liberdade, o cheiro de café fresquinho, o abraço quente e aconchegante, o arrepio gostoso e o beijo demorado?

Eu sinto que posso (e quero muito) ser tudo isso.

Peço que não te espantes, mas não quero esconder de ti que, como num sonho bom, quero o entrelaçar perfeito das mãos e o seu cabelo esparramado pelo meu peito. Ou talvez eu só esteja louco ou apaixonado demais. Há alguma diferença entre os dois?

Acredite, eu posso ser o beijo inesperado no meio da conversa. Aquele que te interrompe e te faz esquecer o que ia dizer em seguida.

Por que… Você, com esse talento natural em tornar tudo tão simples, tão claro e tão certo, mesmo às vezes parecendo tão sutil quanto um furacão, me faz entender e regrar minha vontade urgente de viver o futuro hoje, e que o excesso de pensamentos é o algoz de toda e qualquer alegria.

“Mantenha o foco nas coisas boas.”, você diz.

Nessa hora, o doce soar de sua voz atravessa meus tímpanos e acalma minha alma, mantendo confortável meu peito atribulado. E quando seus olhos sorriem para mim, eu fico sem palavras. Fato raro. Me ver em teu olhar é sempre o prenúncio de um suspiro mansinho que diz: “LAR DOCE LAR”.

Sua fé inabalável no mundo, nas pessoas e no amor é algo que admiro profundamente. É o que desarma esse meu coração cético em tudo isso. É o que me faz persistir e querer ficar, mesmo sem a certeza de que tenho um lugar.

Seu sorriso florido fez brotar amor em mim, menina. Vastos jardins de amor aqui dentro. Jardins que coloriram a planície acinzentada do meu peito. Jardins que hoje exalam o perfume de um amor que possui aquele cheirinho gostoso de bebê.

Você é a fé, o lugar e a resposta, quando o universo conspira contra tudo que penso, sinto e falo. E entre tantas coisas que já não sei explicar: Você é o meu desejo de ficar, quando o mundo me faz querer partir.

 

Imagem: Tumblr

TAGS

31 de março de 2016

31 de março de 2016

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR
Pra-ela-dar-o-nome
Pra ela dar o nome

14 de julho de 2016

O-que-acho-que-sei-sobre-o-amor
O que acho que sei sobre o amor

16 de junho de 2016

escarlate
Escarlate

7 de junho de 2016

DEIXE UM COMENTÁRIO

Brasil

Somos um blog sobre relacionamentos, desencontros da vida e situações do acaso. Mas não espere encontrar a solução para os seus problemas em nossos textos. Não somos donos de divãs, e nem ousamos ser, mas somos todos ouvidos se você quiser compartilhar suas histórias, seus pensamentos e, quem sabe, um pouquinho da sua vida. Esperamos que você curta cada linha que a gente escrever, e se você parar para refletir um pouco sobre elas, já valeu a pena ter encontrado você por aqui. Seja bem-vindo!

CATEGORIAS
CURTA NOSSA PÁGINA
Receba por email

Cadastre o seu e-mail e receba conteúdo exclusivo do blog, dicas e acompanhe nossas atualizações.


@MEUSDESENCONTROS
ARQUIVOS