Eu sei o que se passa aí dentro
Meus Desencontros

Eu sei o que se passa aí dentro

Por em 25 de novembro de 2014

Para ler ouvindo:

Eu sei que você não tá bem. Dá pra ver nos seus olhos toda vez que você tenta esboçar um sorriso feliz. Faz tanto tempo, mas ainda consigo enxergar as marcas no peito que ele te deixou.

Não adianta mentir pra você mesma e tentar convencer o mundo de que não foi amor. A gente sabe que frio na barriga e coração acelerado são sinais de sentimento bom. E você não pode negar que foi bom.

Ele se aproximou aos poucos com aquele jeito engraçado e meio desengonçado de ser. Contou piadas sem graça pra você rir do jeito meigo, e não das histórias que no fim nem faziam sentid algum. E eu sei que você não queria, que você não se importava, mas deixava ele se exibir só pra acariciar seu ego machucado pelos tropeços da vida.

E ele chegou mais perto. Conquistou sua amizade e fez você acreditar em tudo que ele dizia, mesmo desconfiando da sua credibilidade, não da dele. Afinal, você não seria boba o suficiente para acreditar em história de malandro velho. Não com todo o seu passado nas mãos.

Mas ele convenceu, eu sei que ele convenceu. Fez você acreditar e sentir que era amor. Mas não se preocupe, não é culpa sua. Os homens têm uma capacidade incrível de transmitir pelos olhos o que não sentem no coração.

E quando você finalmente sentiu, ele não foi embora como você pensou que iria. Mas depois de conquistar tudo de puro e de melhor que existia em você, depois de se manter intacto ao seu lado, ele falou com todas as letras que não poderia ficar.

Eu sei que você chorou, mas por você, pelo fato de ter acreditado e se perdido mais uma vez achando que era amor. Depois que vira sentimento bom, a gente coloca uma cortina nos olhos pra não enxergar tudo que está diante do nosso nariz.

Aí inventamos histórias, criamos situações e vivemos felizes no nosso mundo encantado de mentiras. Mentiras que fazem bem, que acalmam, e que nos movem na busca de transformar a fantasia em realidade.

Não precisa se esconder, eu sei que doeu quando a cortina abriu e você se deparou com um abismo ao seu redor. Parece que a gente tenta escalar uma montanha de cabeça pra baixo e reza quieta pra alcançar o topo antes que seja tarde demais, não é?

Eu seu disso. Sei que você continua tentando chegar ao topo e faz calos na alma pra não se deixar escorregar por qualquer pedra pelo caminho. E eu sei de tudo isso porque eu observo você. E de longe eu vejo coisas que o seu coração sente mas que sua boca nunca teria coragem para falar.

 

Imagem do post: Flickr

 

TAGS
VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR
Pra-ela-dar-o-nome
Pra ela dar o nome

14 de julho de 2016

O-que-acho-que-sei-sobre-o-amor
O que acho que sei sobre o amor

16 de junho de 2016

escarlate
Escarlate

7 de junho de 2016

DEIXE UM COMENTÁRIO

Brasil

Somos um blog sobre relacionamentos, desencontros da vida e situações do acaso. Mas não espere encontrar a solução para os seus problemas em nossos textos. Não somos donos de divãs, e nem ousamos ser, mas somos todos ouvidos se você quiser compartilhar suas histórias, seus pensamentos e, quem sabe, um pouquinho da sua vida. Esperamos que você curta cada linha que a gente escrever, e se você parar para refletir um pouco sobre elas, já valeu a pena ter encontrado você por aqui. Seja bem-vindo!

CATEGORIAS
CURTA NOSSA PÁGINA
Receba por email

Cadastre o seu e-mail e receba conteúdo exclusivo do blog, dicas e acompanhe nossas atualizações.


@MEUSDESENCONTROS
ARQUIVOS