eu_era_feliz
Meus Desencontros

Eu era feliz

Por em 12 de janeiro de 2016

Para ler ouvindo:

 

 

Ele tinha olhos azuis, de um oceano profundo que escondia infinitos segredos. Misterioso, me olhava de um jeito tão silencioso que acalmava meu coração conturbado. Ele era minha paz interior.

Eu lembro do hálito fresco que ele sussurrava antes de dormir. Da minha pele arrepiada e do calor noturno do corpo dele junto ao meu. Lembro do sorriso largo que se unia à imensidão daqueles olhos que, sem querer, me contava tudo que eu precisava saber.

Às vezes, quando a noite caía, ele fazia cafuné até eu cair no sono. Não pelo cansaço do dia de trabalho, mas pela sensação absurda de segurança sem controle. Era um falso tão certo, que minha alma levitava.

Quando o sol se abria, nas manhãs de inverno, eu ouvia a chaleira gritar. O cheiro do verde vindo da janela se juntava ao café extra forte com quatro gotas de adoçante e produzia um aroma único, memorável e doce. Mas só no inverno, porque café ajuda a esquentar os pés e os corações frios, dizia ele.

Os dias eram curtos demais. As noites quase nulas. Mas eu não sentia o tempo passar, não olhava o tic tac do relógio. Não tinha pressa pro amanhã. Não ansiava pelo futuro. Não sonhava com o impossível e com o que poderia ser. Porque tudo pra mim já era. Já sentia. Já existia.

Meu despertador era natural. Minha vida era fluida. A alma era livre. O espírito voava leve. Tudo era fácil. Tudo era simples. Eu era feliz. E essa sensação é minha. Toda minha. Porque o que você sente, quando simplesmente sente, fica pra sempre, marcado em um espaço da sua história que ninguém pode arrancar de você.

Esse sentimento a gente chama de amor, mas traduzir em cinco letras tudo que isso significa é dar muito poder a uma simples palavra. Mas, também, há quem diga que de tão profundo e complexo é o amor, são felizes aqueles que o sentem na sua pura simplicidade. E eu fui tão feliz.

 

Imagem do post: Tumblr

TAGS
VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR
Pra-ela-dar-o-nome
Pra ela dar o nome

14 de julho de 2016

O-que-acho-que-sei-sobre-o-amor
O que acho que sei sobre o amor

16 de junho de 2016

escarlate
Escarlate

7 de junho de 2016

DEIXE UM COMENTÁRIO

Brasil

Somos um blog sobre relacionamentos, desencontros da vida e situações do acaso. Mas não espere encontrar a solução para os seus problemas em nossos textos. Não somos donos de divãs, e nem ousamos ser, mas somos todos ouvidos se você quiser compartilhar suas histórias, seus pensamentos e, quem sabe, um pouquinho da sua vida. Esperamos que você curta cada linha que a gente escrever, e se você parar para refletir um pouco sobre elas, já valeu a pena ter encontrado você por aqui. Seja bem-vindo!

CATEGORIAS
CURTA NOSSA PÁGINA
Receba por email

Cadastre o seu e-mail e receba conteúdo exclusivo do blog, dicas e acompanhe nossas atualizações.


@MEUSDESENCONTROS
ARQUIVOS