Desculpa-amor
Meus Desencontros

Desculpa, amor!

Por em 5 de abril de 2016

Para ler ouvindo:

 

Eu menti quando disse que te amava. Eu menti quando disse “sim” enquanto meu coração dizia não. Eu menti sobre o que eu gostava, sobre o que eu queria, sobre tudo que você soube de mim.

Me entenda, eu não sou má pessoa, eu também menti pra mim. Menti ao pensar que amar, que TE AMAR, me faria feliz. Menti ao pensar que sentia com uma certeza nula e absoluta de felicidade.

Eu pensei que amor fosse felicidade. Por isso eu menti pela inocência do amor inventado, do amor criado, do amor esperado. Demorei para perceber que amor a gente SÓ sente. Assim, puro e leal. Se precisa ser planejado, arranjado ou minimamente pensado, não pode ser amor. Pode ser apego, desapego, desespero ou necessidade, mas não amor.

Mas eu não sabia disso, e eu menti. Pra mim, pra você, pra nossa sociedade hipócrita que ama por necessidade e pela vaidade de ter um outro quando não é capaz de ter a si mesma. Nem por inteiro, nem pelas metades deixadas ao longo do tempo.

E o tempo muda a gente. Congela traços, dúvidas e falta de sentimento. O tempo transforma tudo que a gente não sabe em certezas. Porque somos teimosos por natureza, somos acomodados pela preguiça de tentar mudar, de tentar acreditar, de tentar ser feliz de verdade.

Enfrentar nós mesmos pode ser mais difícil do que enfrentar o mundo. É muito fácil falar e quase impossível fazer. Doce sentimento amargo esse da falta de coragem. Da falta de atitude. Da falta de fé. Porque acreditar sempre foi o primeiro passo para conquistar algo. E eu sequer acreditei que poderia te amar.

Então, desculpa se te fiz acreditar nessa falta de sentimento. Nesse amor perfeito para pai e mãe brindarem no almoço de domingo. Nesse amor a dois sentido por nenhum. Nessa felicidade inventada e idealizada. Desculpa por fazer você acreditar no amor quando eu não era nem capaz de me amar.

 

Imagem: Tumblr

TAGS
VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR
Pra-ela-dar-o-nome
Pra ela dar o nome

14 de julho de 2016

O-que-acho-que-sei-sobre-o-amor
O que acho que sei sobre o amor

16 de junho de 2016

escarlate
Escarlate

7 de junho de 2016

DEIXE UM COMENTÁRIO

Brasil

Somos um blog sobre relacionamentos, desencontros da vida e situações do acaso. Mas não espere encontrar a solução para os seus problemas em nossos textos. Não somos donos de divãs, e nem ousamos ser, mas somos todos ouvidos se você quiser compartilhar suas histórias, seus pensamentos e, quem sabe, um pouquinho da sua vida. Esperamos que você curta cada linha que a gente escrever, e se você parar para refletir um pouco sobre elas, já valeu a pena ter encontrado você por aqui. Seja bem-vindo!

CATEGORIAS
CURTA NOSSA PÁGINA
Receba por email

Cadastre o seu e-mail e receba conteúdo exclusivo do blog, dicas e acompanhe nossas atualizações.


@MEUSDESENCONTROS
ARQUIVOS