construindo_presentes
Meus Desencontros

Construindo presentes

Por em 28 de janeiro de 2016

Para ler ouvindo:

 

Se a vida começa aos 40, estou em pleno gozo da minha gestação. Eu não tenho que mudar de tom ou de praça para me sentir bem com esse momento afortunado e repleto de sossego e paz interior. Apenas me conservo positivo. E ao levantar a bandeira do ‘deboísmo’, penso no quão bom seria se as pessoas entendessem que só se constrói finais felizes fazendo do presente delas um presente feliz.

Tenho mania de romancear tudo. Gosto de fazer dos rostos tristonhos, telas coloridas com novos sorrisos. Tento tratar a vida com leveza e riso frouxo. E sei que o bom de tudo é poder dividir. É estar presente, sendo um presente para alguém.

Funciona para mim. E me sinto bem por ser assim. E me faz bem te ter presente.

Meu coração é como a ruína de uma civilização antiga na América do Sul. Parece ter séculos e mais séculos de idade. É imenso. Enigmático. Exuberante. E apesar do ar rarefeito, você sempre esteve aqui, com esse sorriso continental de orelha a orelha, o respirar ofegante e esse brilho intenso no olhar. Sempre em busca de belíssimas recordações para gravar no aço do teu peito e nos murais da tua lembrança.

Graças a ti, sou o arquiteto, o engenheiro civil, o mestre de obras e o pedreiro na construção da minha felicidade. Esta mesma que divido contigo, sem meias metades, sem meias verdades, construiremos uma felicidade inteira. Moldada na cumplicidade, no companheirismo, na lealdade e na reciprocidade de um amor vertical como um arranha-céu a perder de vista.

Nossa felicidade acontece na linha tênue entre a ingenuidade e a malícia. E confesso que há certa gratidão nos abraços que te oferto. Não quero te conceder lágrimas de despedidas, mas concedo uma valsa contente que lhe permita chorar de tanto rir ao celebrar a convivência. É assim que desfruto e partilho o meu presente. Sendo a pessoa certa, na hora certa, para amar e ser amada, afinal: nenhum de nós quer perder a hora certa com a pessoa errada.

 

Imagem do post: Tumblr

TAGS

28 de janeiro de 2016

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR
Pra-ela-dar-o-nome
Pra ela dar o nome

14 de julho de 2016

O-que-acho-que-sei-sobre-o-amor
O que acho que sei sobre o amor

16 de junho de 2016

escarlate
Escarlate

7 de junho de 2016

DEIXE UM COMENTÁRIO

Brasil

Somos um blog sobre relacionamentos, desencontros da vida e situações do acaso. Mas não espere encontrar a solução para os seus problemas em nossos textos. Não somos donos de divãs, e nem ousamos ser, mas somos todos ouvidos se você quiser compartilhar suas histórias, seus pensamentos e, quem sabe, um pouquinho da sua vida. Esperamos que você curta cada linha que a gente escrever, e se você parar para refletir um pouco sobre elas, já valeu a pena ter encontrado você por aqui. Seja bem-vindo!

CATEGORIAS
CURTA NOSSA PÁGINA
Receba por email

Cadastre o seu e-mail e receba conteúdo exclusivo do blog, dicas e acompanhe nossas atualizações.


@MEUSDESENCONTROS
ARQUIVOS