azul-royal
Cartas

Azul Royal

Por em 3 de maio de 2016

Para ler ouvindo:

 

“A gente fica mordido, não fica?”

Parafraseando Liniker, começo meu relato.

Eu poderia escrever todas as palavras mais lindas da língua, mas ainda assim sua língua em mim seria inexplicável em caracteres. Poderia descrever tua mão no meu corpo, mas teu cheiro na minha pele queima minha alma ainda que não esteja aqui. Fico tentado a cada instante te descrever mas só consigo sentir.

Sinto muito.

Digo mais, sinto demais. Sinto em teus olhos os filmes que ainda não vivemos. Sinto em tua fala cada sorriso que darei. Bobo e distraído, me concentrei em você. Incomoda-me o mesmo que me desperta curiosidade.

O que está acontecendo enquanto eu aconteço ao teu lado?

O que acontece enquanto você acontece longe de mim?

Você sabe que prezo pela exatidão, mas hoje não sei o que prezar senão o bom sentimento. Você sabe que não fizemos clausulas contratuais sobre o que decidimos sentir. Você entendeu o que me fez frio e mesmo assim não se importou em se derreter.

E o que sou, senão as palavras que tenho a te dizer?

Um obrigado, talvez?

Eu tinha um plano e você não estava nele.

O plano era de fuga, mas você fez o resgate.

Eu entendi que tenho que ser feliz sozinho pra depois ser feliz com alguém. Seja da maneira que for, não sei em que momento minha felicidade se multiplicou na tua.

Não quero exatidão agora.

Minha alma sempre foi um jardim e tu agora te pões a plantar girassóis e violetas. Eu adubei por tanto tempo um lugar feliz e só meu sem saber que em um momento tal beleza mereceria ser vista. Quem me vê pela janela não conhece como você desceu pela chaminé e quando dei por mim, já estava te abraçando no sofá.

Sinto muito em expandir. Desculpa se isso incomodar, eu aprendi que não vale algo se privar. Eu só sei ser assim, com medo, com receio, com coragem e sangue nos olhos. Mas, nunca escondido. E se for pra saber sobre mim, que saiba logo sem entrelinhas.

Meu único medo é o do universo de possibilidades.

Onde você está agora, além de estar nos meus pensamentos?

Meu maior desejo é o nosso infinito particular.

Nossa pequena eternidade.

Isso tudo não é sobre como gosto de você, é um relato sobre como quero o melhor para mim.

E parafraseando novamente Liniker:

“Peguei até o que era mais normal de nós

E coube tudo na malinha de mão do meu coração”

 

Imagem: Tumblr

TAGS
VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR
promessas-mindinho
Promessas de mindinho

21 de abril de 2016

amor-a-dois
Amor a dois

14 de abril de 2016

Carta ao Futuro
Carta ao Futuro

26 de maio de 2015

DEIXE UM COMENTÁRIO

Brasil

Somos um blog sobre relacionamentos, desencontros da vida e situações do acaso. Mas não espere encontrar a solução para os seus problemas em nossos textos. Não somos donos de divãs, e nem ousamos ser, mas somos todos ouvidos se você quiser compartilhar suas histórias, seus pensamentos e, quem sabe, um pouquinho da sua vida. Esperamos que você curta cada linha que a gente escrever, e se você parar para refletir um pouco sobre elas, já valeu a pena ter encontrado você por aqui. Seja bem-vindo!

CATEGORIAS
CURTA NOSSA PÁGINA
Receba por email

Cadastre o seu e-mail e receba conteúdo exclusivo do blog, dicas e acompanhe nossas atualizações.


@MEUSDESENCONTROS
ARQUIVOS